Dias ensolarados e mais felizes – os hormônios da felicidade

Nessa época de tempo firme e céu azul, pegue carona nos raios de sol, com um sorvete e a companhia de amigos para conhecer o quarteto da felicidade! 

Segundo endocrinologistas e neurocientistas, podemos encontrar a felicidade a partir de quatro substâncias químicas naturais do nosso corpo: endorfina, serotonina, dopamina e oxitocina. 

O quarteto da felicidade está sempre ativo em nosso organismo, presente em todos os momentos do nosso dia a dia. Na falta deles, podemos reagir com insônia, irritação, estresse, ganho de peso e mau humor. Em um nível elevado de escassez desses hormônios, o corpo pode reagir com tristeza e, até mesmo, a depressão. 

Cada um dos integrantes do quarteto tem uma função em nosso organismo e pode ser incentivado por estímulos externos. Veja: 

O analgésico natural

A endorfina é um hormônio utilizado pelo nosso sistema nervoso e transportado pelo sangue.  Seu nome é formado por meio da junção das palavras endo (interno) e morfina (analgésico). Portanto, é o analgésico natural do nosso corpo e, ao ser liberado, estimula a sensação de bem-estar, conforto e alegria. 

A forma mais comum de liberar endorfina é praticando esportes e atividades físicas. Quando você termina uma corrida e se sente anestesiado, é a endorfina fazendo seu trabalho.

 

A felicidade de se sentir bem

Ao recordar momentos bons, conversar com pessoas queridas e tomar sol é liberada a serotonina em nosso corpo. 

A serotonina flui quando você se sente importante e reconhecido, por isso, estar com pessoas que você ama libera no organismo a sensação de prazer e bem-estar. Um dos maiores sintomas da depressão é se esquecer da sensação de felicidade. Para tratar dessa doença precocemente, rever fotos antigas ou ler cartas escritas para você são boas vacinas!

 

O vício em ser feliz

A dopamina é o neurotransmissor principal na regulação dos processos motivacionais e nos impulsiona a alcançar os objetivos. Por isso, quando damos os primeiros passos em direção a uma nova meta e alcançamos êxito, nosso nível de dopamina aumenta. 

Alimentos saborosos, sexo, jogos e drogas são alguns exemplos de situações que estimulam a ação desse hormônio. Sendo assim, os médicos e estudiosos denominam a dopamina como uma substância química que vicia.

Para estimular a liberação saudável desse hormônio, recomenda-se o consumo de alimentos ricos em tirosina, como derivados do leite, não esquecer da prática regular de exercícios físicos e celebrar as pequenas vitórias cotidianas.

 

O hormônio do amor

A oxitocina é conhecida por ser responsável pela sensação de confiança, auxiliando na criação de laços amorosos. É produzida no parto, na amamentação e durante o orgasmo. Por isso, alguns médicos, colocam a oxitocina na posição de liderança do quarteto da felicidade. 

Abraçar e beijar quem amamos é uma forma simples de aumentar o quarteto da felicidade. Então, para esse verão, abraços quentes e chuva de beijos no final da tarde!

 
Receba nossas notícias