fbpx

O Lúpus (LES – Lúpus Eritematoso Sistêmico) é uma doença inflamatória autoimune, que pode afetar múltiplos órgãos e tecidos, como pele, articulações, rins e cérebro.

As doenças autoimunes são aquelas em que o sistema imunológico ataca tecidos saudáveis do próprio corpo, por engano. As causas não são conhecidas.

A maioria das doenças autoimunes são crônicas, não são transmissíveis e muitas podem ser controladas com tratamento, incluindo o Lúpus.

Os sintomas do Lúpus podem variar de acordo com as partes do corpo afetadas:

Fadiga; febre; dores articulares; rash cutâneo – vermelhidão na face em forma de “borboleta”; dificuldade para respirar; lesões na pele e sensibilidade à luz do sol.

Seu diagnóstico pode ser feito por meio do exame clínico e outras provas laboratoriais.

Até o momento não encontraram uma cura, porém o tratamento paliativo pode controlar ou até mesmo fazer desaparecer os sintomas da doença.

CUIDADOS DE ESPECIALISTAS DIANTE DA COVID-19

Diante da preocupação com a pandemia, algumas sociedades se reuniram: Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), Dermatologia (SBD), Infectologia (SBI) e Grupos de Estudo da Doença Inflamatória Intestinal do Brasil (GEDIIB), e lançaram um documento com orientações para o momento atual.

Sempre lembrando que estamos constantemente atualizando dados, mediante mudanças nas diretrizes dos órgãos oficiais e do Ministério da Saúde.

Uma dúvida que os pacientes sempre trazem é com relação aos medicamentos usados na terapia de controle dessas doenças e uma possível infecção pela Covid-19.

A orientação dada pelas sociedades citadas é que todo paciente em uso de imunossupressores, caso apresente sintomas como tosse persistente, febre e dispneia (falta de ar), deve entrar em contato com seu médico imediatamente.

A suspensão ou não da medicação deve ser avaliada pelo médico.

Outro ponto importante é a situação vacinal do paciente, particularmente as vacinas contra influenza, pneumococos e coqueluche. A vacinação deve ser recomendada, caso ainda não tenha sido realizada.

Por apresentarem um maior risco de infecção pela Covid-19, esses indivíduos devem seguir rigorosamente as medidas de prevenção e contenção de acordo com as orientações do Ministério da Saúde: lavar as mãos regularmente, usar álcool em gel e máscara, permanecer em isolamento social, evitar aglomerações etc. E em caso de suspeita de infecção, avisar seu médico o mais breve possível.

Com relação àqueles que fazem uso de medicações para osteoporose, osteoartrite (artrose), gota e fibromialgia, como estas situações não estão relacionadas a imunodeficiências ou ao uso de imunossupressores, recomenda-se seguir todas as orientações para prevenção indicadas ao público em geral.

Importante ressaltar que algumas publicações que circularam na internet, afirmando que o paciente com Lúpus seria imune à Covid-19, foram contestadas pela Sociedade Brasileira de Reumatologia.

HIDROXICLOROQUINA? DE NADA ADIANTA (NO CASO DA COVID-19)

De acordo com o reumatologista Edgard Reis, a hidroxicloroquina é um medicamento usado há mais de 50 anos no tratamento de pacientes com Lúpus, para auxiliar no controle da doença e no controle do sistema imune do paciente.

Porém, apesar de todos os benefícios da hidroxicloroquina no controle do Lúpus, ela não interfere nos riscos de que esses pacientes contraiam ou não a Covid-19.

E com relação aos testes? Pacientes em imunossupressão devem sempre ser testados para a Covid-19?

A recomendação de acordo com o Ministério da Saúde é que, apenas os pacientes com suspeita de infecção pelo vírus, ou que apresentem sintomas, ou mesmo tiveram contato com pessoas doentes, mesmo que assintomáticos, devem fazer o teste. Busque ajuda. Seu médico irá orientá-lo adequadamente.

Assim sendo, a melhor estratégia é a PREVENÇÃO, ou seja, evitar a exposição até que a vacina específica esteja disponível!

Enquanto isso não acontece, o Laboratório Vital Brazil está com você em qualquer situação.

Dra. Silvia Saullo
Patologista Clínica/Clínica Médica
VITAL BRAZIL

Referências:

1. Ministério da Saúde/Governo Federal:
https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z-1/l/lupus

2. Sociedade Brasileira de Reumatologia: Atualização das recomendações para os profissionais de saúde e pacientes com doenças inflamatórias imunomediadas: reumatológicas, dermatológicas e gastrointestinais. ATUALIZACAO-coronavirus-DIM-versao-final-18-03.pdf (reumatologia.org.br)