Novembro é considerado o mês de conscientização e prevenção do câncer de próstata – mundialmente conhecido como “Movember”, sendo o bigode o símbolo adotado para as campanhas em todo o mundo. Essa simbologia surgiu da combinação em inglês das palavras Moustache (Bigode) e November (Novembro).

O movimento surgiu na Austrália, em 2003, aproveitando as comemorações do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, realizado a 17 de novembro.

No Brasil, o Novembro Azul foi criado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, com o objetivo de quebrar o preconceito masculino de ir ao médico e, quando necessário, fazer o exame de toque, e obteve ampla divulgação. Em 2014, o Instituto realizou 2.200 ações em todo o Brasil, com a iluminação de pontos turísticos (como Cristo Redentor, Congresso Nacional, Teatro Amazonas, Monumento às Bandeiras), adesão de celebridades (Zico, Emerson Fittipaldi, Rubens Barrichello), ativações em estádios de futebol, corridas de rua e autódromos, além de palestras informativas, intervenções em eventos populares e pedágios nas estradas.

O mês de novembro começa com um alerta muitas vezes ignorado pelos homens: a importância da prevenção do câncer de próstata.

O chamado ‘Novembro Azul’ é uma iniciativa que pretende, através de campanhas de prevenção e orientação, conscientizar os homens a respeito dessa doença.

 

 

O câncer de próstata

Doença mais prevalente entre a população masculina, o câncer de próstata acomete 69 mil homens por ano segundo o Instituto Nacional de Câncer José de Alencar Gomes da Silva (Inca). Ou seja, surgem, a cada hora, sete novos casos da doença, que não tem prevenção. No entanto, o diagnóstico precoce é essencial para o tratamento curativo. Infelizmente, um estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) neste ano apontou que 51% dos homens nunca consultaram um urologista.

O homem deve seguir a recomendação para fazer os exames de rotina de acordo com a idade e começar ainda antes se houver algum histórico da doença na família.

 

Sintomas

 No início, o paciente não sente absolutamente nada, então é muito importante fazer exame preventivo, que começa a partir dos 50 anos, ou no paciente que tem familiares de primeiro grau com câncer de próstata, deve começar cinco anos antes (ou seja, aos 45 anos).

 

Sintomas (só aparecem nos casos avançados):

  • Vontade de urinar com urgência
  • Dificuldade para urinar
  • Levantar-se várias vezes à noite para ir ao banheiro
  • Dor óssea
  • Queda do estado geral
  • Insuficiência renal
  • Dores fortes no corpo

 

Chances de cura e a importância do diagnóstico no início da doença.

O câncer de próstata é um câncer que cresce lentamente. Então nesse período dá tempo de fazer um diagnóstico precoce e um tratamento adequado com grandes chances de cura para o paciente.

 

Detecção e diagnóstico

As formas de detectar a doença são através do toque retal e de um exame de sangue específico (PSA).

 

Doença
O câncer de próstata é uma doença que atinge uma glândula do sistema reprodutor masculino e é mais comum entre homens acima de 50 anos.

 

Fatores de risco:

  • Idade (cerca de 62% dos casos são de homens a partir dos 65 anos)
  • Histórico familiar
  • Raça (maior incidência entre homens da raça negra)
  • Alimentação inadequada, à base de gordura animal e deficiente em frutas, verduras, legumes e grãos
  • Sedentarismo
  • Obesidade

Mesmo com poucos sintomas, em estágio avançado a doença pode causar dificuldade para urinar, sangue na urina e dor óssea na região das costas. O tratamento pode ser feito a partir da remoção cirúrgica da próstata, tratamento com hormônios, radioterapia e uso de medicamentos.