fbpx

Dra. Sabrine Teixeira Grünewald

22 de fevereiro de 2021

Duas vacinas contra o SARS-CoV-2 já receberam aprovação emergencial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e estão sendo distribuídas para os grupos prioritários. 

A vacina da Pfizer recebeu hoje (23/02/2021) seu registro oficial pela agência.

A perspectiva é que, nos próximos meses, outras vacinas integrem esse portfólio, o que pode agilizar o processo de vacinação.

Veja a seguir uma comparação entre as vacinas que já foram aprovadas em caráter emergencial aqui no Brasil. 

Fonte: Medscape Notícias Médicas © 2021 WebMD, LLC

VacinaCoronaVac (Sinovac/Butantan)ChAdOx1/Covishield(AstraZeneca/Oxford)BNT162 (Pfizer)
Plataforma utilizadaVírus inativadoVetor viralmRNA
Status de aprovação junto à AnvisaUso emergencial autorizado em 17/01/2021Uso emergencial autorizado em 17/01/2021Registro definitivo pela ANVISA em 23/02/2021
Proteção conferida em estudos clínicos50,4%Entre 63,0% e 78,0% (aumenta com intervalo maior entre as doses)95,0%
Doses e intervalosDuas doses; intervalo de 14 diaDuas doses; intervalo de 28 a 84 dias entre a primeira e a segunda doseDuas doses; intervalo de 21 dias entre a primeira e a segunda dose
Efeitos colateraisReações locais, cefaleia, fadiga, náuseas, diarreia, mialgia, calafrios, perda de apetite, tosse, artralgia, prurido, rinorreia e congestão nasalReações locais, cefaleia, fadiga, mialgia, febre, artralgia e náuseas (menos frequentes na segunda dose)Reações locais, fadiga, cefaleia, mialgia, calafrios, artralgia e febre
Doses disponíveis até o momento10,8 milhões2 milhões
Para quem é recomendadaMaiores de 18 anosMaiores de 18 anosMaiores de 16 anos
Recomendações para gestantes e lactantesOs dados de segurança e eficácia não são suficientes para recomendar a vacina para gestantes ou lactantes. O fabricante sugere indicação médica individualizadaOs dados de segurança e eficácia não são suficientes para recomendar a vacina para gestantes, segundo a OMS. A vacinação deve ser considerada em lactantes, especialmente se grupo de riscoOs dados de segurança e eficácia não são suficientes para recomendar a vacina para gestantes ou lactantes. A OMS recomenda que a vacina seja considerada em gestantes e lactantes de risco
Quem não deve tomar a vacinaPacientes com história de alergia aos componentes da vacina; ou com febre, doença aguda e início agudo de doenças crônicasPessoas com história de anafilaxia a qualquer componente da vacina ou que tiveram reação anafilática na primeira dosePessoas com história de anafilaxia a qualquer componente da vacina, especialmente polietilenoglicol, ou que tiveram reação anafilática na primeira dose
Efeitos colaterais de interesse especialNão declarados em bulaForam descritos três casos de paralisia facial e dois de mielite transversaForam descritos quatro casos de paralisia facial e 64 de linfadenopatia
Recomendações para imunodeprimidos, incluindo pessoas com HIVAlerta para a possibilidade de a resposta imunológica à vacinação ser insuficienteNão há contraindicação para este grupo, mas há a possibilidade de a resposta imunológica à vacinação ser insuficienteNão há contraindicação para este grupo, mas há a possibilidade de a resposta imunológica à vacinação ser insuficiente
Recomendações para pacientes com doenças autoimunesNão há recomendações específicasNão há recomendações específicas. Não há contraindicaçãoNão há recomendações específicas. Não há contraindicação
Recomendações para pessoas com história de Guillain-BarréSem recomendações específicasSem recomendações específicasSem registro de casos de Guillain-Barré até o momento